Notícias

EDUCAÇÃO: ESTUDO REVELA QUE IDANHA-A-NOVA E PENAMACOR TÊM MAIS CHUMBOS QUE MÉDIA NACIONAL

Escrito por RCM/Lusa em 2017-05-23 09:16:47

EDUCAÇÃO: ESTUDO REVELA QUE IDANHA-A-NOVA E PENAMACOR TÊM MAIS CHUMBOS QUE MÉDIA NACIONAL

O insucesso escolar no 1.º ciclo do ensino básico atinge cerca de dois terços (61,5 por cento) dos concelhos portugueses e 14 por cento das 3.886 escolas públicas deste nível, segundo um estudo sobre retenção no 1.º ciclo em Portugal, da associação EPIS.

Um total de 541 escolas públicas do 1.º ciclo de um total de 3.886 têm níveis de repetência superiores à média nacional, em todos os anos de escolaridade.

O estudo da associação Empresário pela Inclusão Social(EPIS) foi realizado por Maria de Lurdes Rodrigues (coordenação), Isabel Alçada, João Mata e Teresa Calçada e será apresentado hoje em Lisboa, na Fundação Calouste Gulbenkian.

 

Este projecto de investigação denominado “Aprender a ler e escrever em Portugal” tem como principal objectivo aprofundar o conhecimento sobre o problema do insucesso escolar nos primeiros anos de escolaridade.

Uma das questões era perceber qual a incidência geográfica, social e organizacional do fenómeno do insucesso escolar nos primeiros anos de escolaridade, tendo sido identificadas 541 escolas com níveis de repetência superiores à média nacional, em todos os anos de escolaridade. Foram classificadas como “escolas do insucesso”.

Segundo os autores, a análise de dados estatísticos permitiu verificar que o insucesso não atinge de forma idêntica todas as escolas do país, não é um fenómeno disseminado, antes circunscrito, que se manifesta de forma desigual no território nacional, parecendo ser tributário das desigualdades territoriais e sociais que caracterizam a sociedade portuguesa.

Na verdade não se regista o fenómeno da repetência em mais de 900 escolas do primeiro ciclo e cerca de quatro em cada 10 concelhos (38,5%) não têm estabelecimentos de ensino com elevado insucesso escolar.

No entanto, o problema ocorre em cerca de dois terços (61,5%) das unidades concelhias de Portugal continental.

Um total de 107 concelhos não têm escolas de insucesso e 171 vive essa realidade, mas uma análise mais aprofundada revelou que há uma concentração deste insucesso em determinados concelhos.

Seis em cada dez escolas estão em 40 concelhos ou seja quase dois terços das escolas com elevada retenção e desistência situam-se em 14,4 por cento do território nacional, com maior incidência no sul e menor incidência e circunscrição nos concelhos do norte.

A título de exemplo o estudo revela que Lisboa tem 39 das 541 escolas de insucesso que representam 42 por cento do total das suas escolas e que o Porto tem 10 escolas de insucesso que representam 20 por cento do seu parque escolar.

Ainda segundo o estudo há também uma incidência e disseminação mais forte em concelhos do interior e de reduzida dimensão tanto no Sul como no Norte e Centro do país.

Em Elvas, Beja, Silves, Crato, Serpa, Sines, Moura e Castro Marim, concelhos de interior, com baixa densidade populacional, a maioria das escolas destes concelhos são de insucesso.

No Norte e Centro destacam-se os concelhos de Mirandela, Idanha-a-Nova, Penamacor, Sabugal, Freixo de Espada à Cinta, Vila Velha de Rodão, Vila Flor, Seia e Bragança, concelhos em que a maioria das escolas são de insucesso.

O estudo identifica ainda incidência e disseminação mais forte em alguns concelhos da periferia da cidade de Lisboa nomeadamente em Loures (45 por cento das escolas com insucesso), Amadora (37 por cento), Almada (37 por cento), Setúbal (27 por cento), o que contratas com menor incidência noutros como Vila Franca de Xira (23 por cento), Oeiras (24 por cento), Odivelas (20 por cento), Cascais (17 por cento) e Sintra (16 por cento).

O problema do insucesso no segundo ano de escolaridade, revela a investigação, assume proporções mais dramáticas em escolas do interior do país e da periferia da cidade de Lisboa e é tributário de desigualdades territoriais que as escolas não conseguem contrariar.

São assim escolas expostas e vulneráveis às desigualdades dos contextos territorial e social em que se inserem.

Dentro dos concelhos, sobretudo os de maior dimensão, o problema do insucesso escolas localiza-se apenas em determinadas escolas, em regra, as que prestam serviço educativo em territórios com problemas críticos.

Voltar para a página de notícias

IDANHA-A-NOVA RECEBE SEXTA EDIÇÃO DO FESTIVAL INTERNACIONAL DE MÚSICAS ANTIGAS

Facebook

Escrito por RCM em 2017-11-15 10:05:09

IDANHA-A-NOVA RECEBE SEXTA EDIÇÃO DO FESTIVAL INTERNACIONAL DE MÚSICAS ANTIGAS

O Fora do Lugar - Festival Internacional de Músicas Antigas realiza-se em Idanha-a-Nova, entre os dias 24 de novembro e 09 de dezembro, e apresenta nomes como Pino De Vittorio ou Danças Ocultas. A sexta edição do Fora do Lugar volta a Idanha-a-Nova, no distrito de Castelo Branco, com música, histórias, passeios, desenho, viagens, conversa, troca e aprendizagem. A par da programação principal com Danças Ocultas (Portugal), Musick`s Recreation (Alemanha, Colômbia e Austrália), Scaramuccia (Portugal e Espanha), Erin/Iran (Irlanda, Irão, Catalunha e Hungria), Filipe Raposo e Charlie Chaplin (Portugal e Inglaterra) e Pino De Vittorio (Itália), o festival promove ainda um conjunto alargado de actividades paralelas nas áreas da natureza, desenho, programa educativo, `masterclasses`, `workshops`, gastronomia, entre outros.

Ler mais

NOVOS ORGÃOS SOCIAIS DA ASSOCIAÇÃO DE MUNICIPIOS DA COVA DA BEIRA.

Facebook

Escrito por RCM em 2017-11-14 12:48:00

NOVOS ORGÃOS SOCIAIS DA ASSOCIAÇÃO DE MUNICIPIOS DA COVA DA BEIRA.

    No passado dia 13 de Novembro, reuniu a Assembleia Intermunicipal da Associação de Municípios da Cova da Beira, onde foram eleitos os novos órgãos sociais para o mandato, com a seguinte constituição:   Mesa da Assembleia Intermunicipal   Presidente: António Luís Beites Soares – Presidente do Município de Penamacor Vice-Presidente: Anselmo Antunes de Sousa – Presidente do Município de Mêda Secretário: Esmeraldo Carvalhinho – Presidente do Município de Manteigas   Conselho Directivo   Presidente: Antonio Dias Rocha – Presidente do Município de Belmonte Vogal: Antonio José Machado – Presidente do Município de Almeida Vogal: Rui Manuel Saraiva Ventura – Presidente do Município de Pinhel Vogal: Paulo José Langrouva – Presidente do Município de Fig. Castelo Rodrigo Vogal: Paulo Alexandra Bernardo Fernandes – Presidente do Município de Fundão

Ler mais

i-DANHA FOOD

Facebook

Escrito por RCM em 2017-10-29 10:17:23

i-DANHA FOOD

O Município de Idanha-a-Nova, o Centro Municipal de Cultura e Desenvolvimento e a Building Global Innovators (BGI), aceleradora do ISCTE-IUL e MIT Portugal, vão patrocinar o evento anual i-Danha Food Lab, que decorrerá de 10 a 12 de Novembro em Idanha-a-Nova, na Escola Superior de Gestão. Este evento marcará o fim do programa de aceleração i-Danha Food Lab 2017, o primeiro acelerador alimentar da Península Ibérica, localizado no coração do mundo rural português: Idanha-a-Nova. Deste modo, acontecerá ao mesmo tempo o International Bootcamp do EIT Climate-KIC que trará a Portugal 63 Clean Tech startups. Após a maior conferência de tecnologia (Web Summit), a decorrer em Portugal entre 6 a 9 de Novembro, a BGI irá reunir neste evento investidores, empresas, startups, empresários, empreendedores e parceiros políticos, e levá-los numa aventura única a decorrer em Idanha. O evento define-se pelo seu carácter pioneiro e diferenciado. Durante estes três dias, poderá assistir e participar em inúmeras sessões relacionadas com AgriTech, FoodTech e CleanTech. O dia 11 será um dia de sessões com especialistas, e já no dia 12 poderá visitar as tecnologias instaladas em Idanha-a-Nova pelas 6 startups do Acelerador i-Danha Food Lab. Todas as viagens entre Lisboa e Idanha-a-Nova são garantidas pela organização de forma gratuita. A iniciativa é promovida pelo Centro Municipal de Cultura e Desenvolvimento e co-financiada pelo Centro 2020, Portugal 2020 e União Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional. A organização é da BGI e conta ainda com o apoio do Município de Idanha-a-Nova, Ministério do Ambiente, EIT Climate-KIC e Fundação Ellen MacArthur. O evento estará aberto ao público, deste modo, pode registar-se e encontrar a agenda completa em: https://www.eventbrite.com/e/i-danha-food-lab-annual-event-tickets-37487168129 .  

Ler mais

CONFERÊNCIA SOBRE AGRICULTURA BIOLÓGICA EM IDANHA-A-NOVA

Facebook

Escrito por RCM em 2017-10-25 11:02:09

CONFERÊNCIA SOBRE AGRICULTURA BIOLÓGICA EM IDANHA-A-NOVA

‘Nova Ruralidade – reviver o Interior de forma biológica’ é o tema da conferência que terá lugar nos dias 27 e 28 de outubro, no Centro Cultural Raiano, em Idanha-a-Nova. A iniciativa conta com a presença do secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel Freitas. Tendo por base a agricultura biológica como pilar da economia local, vão participar conferencistas vindos de todo o mundo e reconhecidos pelo seu trabalho na área do desenvolvimento rural e construção sustentável. Este evento é promovido pelo Centro Municipal de Cultura e Desenvolvimento de Idanha-a-Nova e tem como parceiros na organização a Living Seeds – Sementes Vivas, uma empresa de produção de sementes em modo biológico e biodinâmico, o Município de Idanha-a-Nova e o ThinkCamp, uma organização alemã sem fins lucrativos.

Ler mais

HORA DE INVERNO

Facebook

Escrito por RCM em 2017-10-23 10:23:05

HORA DE INVERNO

Ler mais

Mais Notícias

© Rádio Clube de Monsanto 2017 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line