Notícias

TRADIÇÕES ANCESTRAIS DA SEMANA SANTA NO CONCELHO DE IDANHA-A-NOVA

Escrito por RCM em 2012-04-05 13:10:42

TRADIÇÕES ANCESTRAIS DA SEMANA SANTA NO CONCELHO DE  IDANHA-A-NOVA

O afastamento dos centros urbanos, a iliteracia, a implantação cristã e o empenho de leigos e sacerdotes na transmissão da memória explicam que as tradições da Semana Santa no concelho de Idanha-a-Nova sejam provavelmente caso único em Portugal.

O concelho do distrito de Castelo Branco “é de uma riqueza extraordinária nas manifestações de piedade popular que não existem noutras regiões de Portugal”, afirmou António Catana, o autor do livro “Mistérios da Semana Santa em Idanha”, lançado recentemente.

A herança é explicada pelo “isolamento”, o “analfabetismo”, a marca deixada pelos Templários durante século e meio, período em que construíram sete castelos, número sem par noutro concelho do país, e os dois conventos franciscanos erguidos na região contribuíram para a implantação cristã e cuidado na preservação da memória e que as tradições da Semana Maior se mantivessem até hoje, explicou António Catana.

O autor sublinhou que a herança dos ritos e cantos religiosos tem sido preservada por “uma mão cheia de guardiões”, que a sabem transmitir com “amor, devoção e respeito, contagiando cada vez mais os visitantes”.

“Não há outro concelho que tenha nove Misericórdias em funcionamento, as quais dão uma grande alma a estas tradições”, destacou António Catana, acrescentando que os párocos têm sabido respeitar os rituais quaresmais, ao mesmo tempo que se esforçam para que sejam vividos “com cada vez maior vibração interior”.

Este legado cultural e religioso é fonte de atracção: “As aldeias do concelho, como todo o interior, estão bastante abandonadas, mas por altura da Semana Santa as ruas enchem-se de automóveis, o que reflecte bem o grande amor que as pessoas têm por este património cultural e material”.

No prefácio ao livro que inclui as transcrições musicais dos cânticos e fotografias de Hélder Ferreira, o bispo do Porto lembra que as tradições da Semana Santa em Idanha fundam-se na “base ancestral em que toda a humanidade assenta, em torno da terra de cada um, dos laços de sangue e da lembrança dos mortos”.

Os textos demonstram que “sobre essa base cresceu uma autêntica piedade popular, em que tais motivos foram ‘convertidos’ pelo significado último e ultimado que a vida, paixão, morte e ressurreição de Cristo lhes deu”, escreve D. Manuel Clemente.

“Muito mais do que um catálogo de costumes bem guardados”, a investigação de quatro anos nas 17 freguesias do concelho, situado 260 km a nordeste de Lisboa, junto à fronteira com Espanha, traz “sobretudo o lastro duma tradição viva de Páscoa continuada”, salienta o vice-presidente da Conferência Episcopal Portuguesa.

Voltar para a página de notícias

CELEBREMOS A ALEGRIA DA PÁSCOA

Facebook

Escrito por RCM em 2014-04-19 19:01:00

CELEBREMOS A ALEGRIA DA PÁSCOA

SANTA PÁSCOA PARA TODOS

Ler mais

FESTA DA DIVINA SANTA CRUZ EM MONSANTO

Facebook

Escrito por RCM em 2014-04-15 08:48:18

FESTA DA DIVINA SANTA CRUZ EM MONSANTO

A aldeia histórica de Monsanto vai regressar à época medieval entre os dias 2 e 4 de Maio, durante a Festa da Divina Santa Cruz ou Festa do Castelo. Nestes dias decorrerão as mais variadas actividades, tais como recriações históricas e artes performativas, teatralização de rábulas e estórias, animação itinerante de personagens medievais como os cavaleiros templários, as bruxas ou os saltimbancos, muitos espectáculos, música e dança. Haverá ainda os melhores comeres e beberes tradicionais nas tasquinhas e mercado do burgo, bem como exposição de artefactos bélicos, panejamento e acampamento castrense. As festividades arrancam na sexta-feira, dia 2, com a recriação de uma ceia medieval. A animação prossegue, depois, a partir da tarde de sábado com um programa recheado de recriações históricas. Destaque para um cortejo régio pelas ruas do burgo, o adubamento dos Cavaleiros Templários das Idanhas, a venda de escravos e cativos, uma ceia medieval, um concerto de músicas e danças medievais e um espectáculo de malabares de fogo. Monsanto acorda ainda em festa na manhã de domingo, com um concerto na Igreja, pelas 10 horas, onde ecoará música moçárabe e sefardita interpretada por Eduardo Ramos. Ao longo do dia continuam as teatralizações de tradições medievais e realizam-se provas de tiros com arco e torneios de armas no Castelo. Haverá ainda Eucaristia na Igreja Matriz, pelas 13 horas, seguida de procissão, e dois momentos musicais protagonizados pelo Rancho Folclórico de Monsanto, de manhã à porta da Igreja e à tarde no Castelo. A tradição cumpre-se com o lançamento do pote, pelas 16h00. O evento termina com um concerto de música e danças mouras, agendado para as 19 horas.

Ler mais

ADUFEIRAS DE MONSANTO - Encomendação das Almas

25 DE ABRIL – 40 anos

Facebook

Escrito por RCM em 2014-04-11 12:21:51

25 DE ABRIL – 40 anos

Estava a Assembleia da República no bom caminho, com umas comemorações do 25 de Abril austeras mas dignas, quando, mais uma vez por inabilidade verbal, volta a repetir-se este ano a querela Parlamento-Militares de Abril. Há três anos, a Associação 25 de Abril pôs como condição para estar presente ter direito à palavra. Isso não sucedeu, nem nesse ano nem no seguinte. Este ano, o convite repetiu-se e a condição idem. A Presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, achou por bem dizer que “o problema é deles”; e Vasco Lourenço, Presidente da Associação, respondeu dizendo que “o problema está resolvido”. Ou seja, não irão. Mas, na verdade, nem o problema é “deles” nem está resolvido. Navega sobre as nossas cabeças, sem que, até à data, que se saiba, tenha sido levado formalmente a conferência de líderes. E, já agora, o problema é “nosso” e, por via do voto, dos deputados que elegemos. Não deveriam ouvi-los?

Ler mais

HOMENAGEM AO COMENDADOR JOAQUIM MORÃO

Facebook

Escrito por RCM em 2014-04-01 11:43:01

HOMENAGEM AO COMENDADOR JOAQUIM MORÃO

O ex-Presidente do Município, Comendador Joaquim Morão, vai ser homenageado pela Câmara Municipal de Castelo Branco, numa cerimónia durante a qual será entregue ao ex-autarca a Medalha de Ouro de Castelo Branco. A cerimónia de homenagem decorrerá no dia 22 de Abril, às 17h00, no Cine-Teatro Avenida, e está integrada no Programa Comemorativo do 40º Aniversário do 25 de Abril Símbolo do Poder Local, Joaquim Morão exerceu funções autárquicas durante 38 anos, primeiro na Câmara Municipal de Idanha-a-Nova e depois, durante os últimos 16 anos, como Presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco.

Ler mais

Mais Notícias

Notícias da Região

JORNAL O INTERIOR

A Carregar ...

JORNAL DO FUNDÃO

A Carregar ...

JORNAL A GUARDA

A Carregar ...

© Rádio Clube de Monsanto 2014 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line