Notícias

TRADIÇÕES ANCESTRAIS DA SEMANA SANTA NO CONCELHO DE IDANHA-A-NOVA

Escrito por RCM em 2012-04-05 13:10:42

TRADIÇÕES ANCESTRAIS DA SEMANA SANTA NO CONCELHO DE  IDANHA-A-NOVA

O afastamento dos centros urbanos, a iliteracia, a implantação cristã e o empenho de leigos e sacerdotes na transmissão da memória explicam que as tradições da Semana Santa no concelho de Idanha-a-Nova sejam provavelmente caso único em Portugal.

O concelho do distrito de Castelo Branco “é de uma riqueza extraordinária nas manifestações de piedade popular que não existem noutras regiões de Portugal”, afirmou António Catana, o autor do livro “Mistérios da Semana Santa em Idanha”, lançado recentemente.

A herança é explicada pelo “isolamento”, o “analfabetismo”, a marca deixada pelos Templários durante século e meio, período em que construíram sete castelos, número sem par noutro concelho do país, e os dois conventos franciscanos erguidos na região contribuíram para a implantação cristã e cuidado na preservação da memória e que as tradições da Semana Maior se mantivessem até hoje, explicou António Catana.

O autor sublinhou que a herança dos ritos e cantos religiosos tem sido preservada por “uma mão cheia de guardiões”, que a sabem transmitir com “amor, devoção e respeito, contagiando cada vez mais os visitantes”.

“Não há outro concelho que tenha nove Misericórdias em funcionamento, as quais dão uma grande alma a estas tradições”, destacou António Catana, acrescentando que os párocos têm sabido respeitar os rituais quaresmais, ao mesmo tempo que se esforçam para que sejam vividos “com cada vez maior vibração interior”.

Este legado cultural e religioso é fonte de atracção: “As aldeias do concelho, como todo o interior, estão bastante abandonadas, mas por altura da Semana Santa as ruas enchem-se de automóveis, o que reflecte bem o grande amor que as pessoas têm por este património cultural e material”.

No prefácio ao livro que inclui as transcrições musicais dos cânticos e fotografias de Hélder Ferreira, o bispo do Porto lembra que as tradições da Semana Santa em Idanha fundam-se na “base ancestral em que toda a humanidade assenta, em torno da terra de cada um, dos laços de sangue e da lembrança dos mortos”.

Os textos demonstram que “sobre essa base cresceu uma autêntica piedade popular, em que tais motivos foram ‘convertidos’ pelo significado último e ultimado que a vida, paixão, morte e ressurreição de Cristo lhes deu”, escreve D. Manuel Clemente.

“Muito mais do que um catálogo de costumes bem guardados”, a investigação de quatro anos nas 17 freguesias do concelho, situado 260 km a nordeste de Lisboa, junto à fronteira com Espanha, traz “sobretudo o lastro duma tradição viva de Páscoa continuada”, salienta o vice-presidente da Conferência Episcopal Portuguesa.

Voltar para a página de notícias

RÁDIO CLUBE DE MONSANTO – 30 ANOS AO SERVIÇO DAS BEIRAS E DA MÚSICA PORTUGUESA

Facebook

Escrito por RCM em 2015-01-22 19:12:29

RÁDIO CLUBE DE MONSANTO – 30 ANOS AO SERVIÇO DAS BEIRAS E DA MÚSICA PORTUGUESA

A RCM informa que deseja assinalar os seus 30 anos de actividade radiofónica num local muito especial: em Jerusalém. Nessa actividade cultural e religiosa à Terra Santa, de 10 a 17 de Agosto de 2015, pretende a RCM levar quarenta amigos, que serão acompanhados pelo senhor Cónego António Rego.... Para mais informações e outros pormenores os interessados podem ligar para o telefone 277 314 415 ou para o telemóvel 969 216 305, ou escrever para a Rádio Clube de Monsanto, Rua dos Cebolinhos, n.º 4 6060-091 MONSANTO IDN ou contactar-nos pelo e-mail geral@radiomonsanto.pt  

Ler mais

JOAQUIM MORÃO NA ANTENA DA RÁDIO CLUBE DE MONSANTO

Facebook

Escrito por RCM em 2015-01-18 13:16:59

JOAQUIM MORÃO NA ANTENA DA RÁDIO CLUBE DE MONSANTO

Satisfazendo diversos pedidos dos seus ouvintes, a Rádio Clube de Monsanto vai repetir, no próximo dia 22, quinta-feira, pelas 21 horas, a entrevista com Joaquim Morão Lopes Dias, Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Idanha-a-Nova.  Comendador Joaquim Morão, uma vida dedicada ao serviço da causa pública em autarquias, em diversas colectividades, associações e instituições de solidariedade social.  A entrevista é retransmitida nos 98.7 FM e 107.8 FM, no próximo dia 22, pelas 21 horas e também pode ser ouvida através da internet em: www.radiomonsanto.pt

Ler mais

A RÁDIO CLUBE DE MONSANTO NA TERRA SANTA

Facebook

Escrito por RCM em 2015-01-12 17:12:46

A RÁDIO CLUBE DE MONSANTO NA TERRA SANTA

A RCM deseja assinalar os seus 30 anos de actividade radiofónica num local muito especial: em Jerusalém. Nessa actividade cultural e religiosa à Terra Santa, de 10 a 17 de Agosto de 2015, pretende a RCM levar quarenta amigos, que serão acompanhados pelo senhor Cónego António Rego. As inscrições já estão abertas. O preço é de 1.495 euros, com facilidade de pagamento em duas prestações, tudo incluindo: viagens, hotéis de primeira categoria, refeições e visitas a Telavive, Jaffa, Cesareia, Nazaré, Haifa, Cana, Cafarnaum, Belém, Monte Tabor, Jericó, Mar Morto, Jerusalém e outros sítios Sagrados. A primeira prestação, de 495 euros, é paga no acto da inscrição e a segunda prestação poderá ser paga até 1 de Julho. O ponto de encontro para a partida para o aeroporto de Lisboa é na sede da Rádio Clube, em Monsanto, no dia 10 de Agosto, pelas 14 horas, para os inscritos da zona norte e na Delegação da RCM, em Castelo Branco, pelas 15 horas, para os inscritos da zona sul. (Aqueles que residam na área de Lisboa devem estar no aeroporto da Portela às 19 horas, junto ao balcão da GeoStar). Para mais informações e outros pormenores os interessados podem ligar para o telefone 277 314 415 ou para o telemóvel 969 216 305, ou escrever para a Rádio Clube de Monsanto, Rua dos Cebolinhos, n.º 4 6060-091 MONSANTO IDN ou contactar-nos pelo e-mail geral@radiomonsanto.pt

Ler mais

A LENTA AGONIA DAS RÁDIOS LOCAIS

Facebook

Escrito por Joaquim Fonseca em 2015-01-12 14:08:01

A LENTA AGONIA DAS RÁDIOS LOCAIS

Penso eu que neste ano de 2015 continuaremos a viver num cenário de dificuldades e de desemprego, pintado com cores sombrias e negras. Muitas rádios locais vão mesmo ter que parar as suas emissões. Nomeadamente ao nível dalguns concelhos do interior, onde certos caciques não resistem à tentação de impor a sua força e a sua vontade discricionária e prepotente, os detentores de Alvarás de Radiodifusão Sonora estão a ser empurrados para o encerramento definitivo duma actividade reconhecida e querida pelas populações. Porém, e, de forma impiedosa, as Rádios Locais estão a fechar e curiosamente alguns responsáveis do território parecem pouco se preocupar. Claro que é difícil resistir, em tais condições, à asfixia financeira, às pressões e às chantagens, ainda que veladas, mormente nesta complexa altura de grave crise económica, que teima em não passar…Nós não temos MEDO. Jamais viveremos de joelhos. Quando chegar a nossa hora morreremos de pé, com toda a DIGNIDADE. Ansiamos poder celebrar, com alguma tranquilidade, os 30 anos em prol da divulgação e da promoção da nossa terra e da Música Portuguesa, no país e no mundo. Se as coisas não se alterarem, para melhor, no final de Dezembro, admitimos fazer um balanço, para jamais ser importunados pelos senhores do fisco, da Segurança Social ou por qualquer vampiro. Se as Rádios das grandes cidades vão fechando, mesmo estando encostadas a poderosos grupos económicos ou políticos...qual a sorte das Rádios das pequenas aldeias? Recordamos que a RCM sempre sobreviveu com sérias dificuldades humanas e financeiras desde 1985... Uma luta diária caldeada com muitos sacrifícios e renúncias. Mas com ORGULHO. Não queremos subsídios do Estado. Pedimos que não nos castiguem com impostos e taxas injustas e insuportáveis, e, assim podermos continuar, por mais alguns meses ou anos, a prestar um serviço de utilidade pública e a ser a voz dos que não têm voz e a ajudar a combater a SOLIDÃO das gentes simples destas terras do interior profundo, desertificado e abandonado...onde tudo parece estar condenado a ENCERRAR... Queremos continuar a prestar um SERVIÇO DE INTERESSE PÚBLICO e temos direito ao reconhecimento e estímulo institucional. Deixem-nos trabalhar em paz.

Ler mais

ATAQUE Á RÁDIO VOZ DO NEIVA

Facebook

Escrito por RCM em 2015-01-11 11:28:06

ATAQUE Á RÁDIO VOZ DO NEIVA

DISTO AS TELEVISÕES, AS RÁDIOS E OS JORNAIS NÃO FALAM… VÂNDALOS À SOLTA. EXECRÁVEL BARBARIDADE. ABRAÇO SOLIDÁRIO AOS COMPANHEIROS DE VILA VERDE. ........................................................... A Rádio Voz do Neiva, em Vila Verde, foi alvo de um ataque que interrompeu logo a emissão, tendo sido destruídos computadores e outro equipamento, segundo apurou o SOL. O ataque foi desferido por dois homens, que teriam a colaboração de um terceiro, nas imediações da Rádio Voz do Neiva, em Duas Igrejas, Vila Verde. Apesar de o golpe ter sido cometido na quinta-feira, só hoje foi conhecido, alegadamente para não haver uma qualquer conotação com os acontecimentos de Paris, na Redacção do Charlie Hebdo. Foram destruídos computadores, mesas de mistura, microfones, auscultadores e outros equipamentos do estúdio principal da Rádio Voz do Neiva, de Duas Igrejas, Vila Verde. Fontes contactadas pelo SOL, que solicitaram o anonimato, referiram “tratar-se de um claro ataque à liberdade de expressão”, mas não acreditam haver qualquer emulação em face dos assassínios de jornalistas em Paris. “A Rádio Voz do Neiva já incomoda muita gente”, acrescentou uma das fontes ligadas ao projecto radiofónico de Ribeira do Neiva. Segundo apurou o SOL, haverá pelo menos já dois suspeitos referenciados e o caso foi comunicado à GNR de Vila Verde. A Rádio Voz do Neiva é uma das estações regionais com maior audiência no país e tem uma grande ligação às populações e aos emigrantes.

Ler mais

Mais Notícias

Notícias da Região

JORNAL O INTERIOR

A Carregar ...

JORNAL DO FUNDÃO

A Carregar ...

JORNAL A GUARDA

A Carregar ...

© Rádio Clube de Monsanto 2015 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line