Notícias

TRADIÇÕES ANCESTRAIS DA SEMANA SANTA NO CONCELHO DE IDANHA-A-NOVA

Escrito por RCM em 2012-04-05 13:10:42

TRADIÇÕES ANCESTRAIS DA SEMANA SANTA NO CONCELHO DE  IDANHA-A-NOVA

O afastamento dos centros urbanos, a iliteracia, a implantação cristã e o empenho de leigos e sacerdotes na transmissão da memória explicam que as tradições da Semana Santa no concelho de Idanha-a-Nova sejam provavelmente caso único em Portugal.

O concelho do distrito de Castelo Branco “é de uma riqueza extraordinária nas manifestações de piedade popular que não existem noutras regiões de Portugal”, afirmou António Catana, o autor do livro “Mistérios da Semana Santa em Idanha”, lançado recentemente.

A herança é explicada pelo “isolamento”, o “analfabetismo”, a marca deixada pelos Templários durante século e meio, período em que construíram sete castelos, número sem par noutro concelho do país, e os dois conventos franciscanos erguidos na região contribuíram para a implantação cristã e cuidado na preservação da memória e que as tradições da Semana Maior se mantivessem até hoje, explicou António Catana.

O autor sublinhou que a herança dos ritos e cantos religiosos tem sido preservada por “uma mão cheia de guardiões”, que a sabem transmitir com “amor, devoção e respeito, contagiando cada vez mais os visitantes”.

“Não há outro concelho que tenha nove Misericórdias em funcionamento, as quais dão uma grande alma a estas tradições”, destacou António Catana, acrescentando que os párocos têm sabido respeitar os rituais quaresmais, ao mesmo tempo que se esforçam para que sejam vividos “com cada vez maior vibração interior”.

Este legado cultural e religioso é fonte de atracção: “As aldeias do concelho, como todo o interior, estão bastante abandonadas, mas por altura da Semana Santa as ruas enchem-se de automóveis, o que reflecte bem o grande amor que as pessoas têm por este património cultural e material”.

No prefácio ao livro que inclui as transcrições musicais dos cânticos e fotografias de Hélder Ferreira, o bispo do Porto lembra que as tradições da Semana Santa em Idanha fundam-se na “base ancestral em que toda a humanidade assenta, em torno da terra de cada um, dos laços de sangue e da lembrança dos mortos”.

Os textos demonstram que “sobre essa base cresceu uma autêntica piedade popular, em que tais motivos foram ‘convertidos’ pelo significado último e ultimado que a vida, paixão, morte e ressurreição de Cristo lhes deu”, escreve D. Manuel Clemente.

“Muito mais do que um catálogo de costumes bem guardados”, a investigação de quatro anos nas 17 freguesias do concelho, situado 260 km a nordeste de Lisboa, junto à fronteira com Espanha, traz “sobretudo o lastro duma tradição viva de Páscoa continuada”, salienta o vice-presidente da Conferência Episcopal Portuguesa.

Voltar para a página de notícias

EXPOSIÇÃO DE PINTURA EM MONSANTO

Facebook

Escrito por RCM em 2016-08-18 17:04:58

EXPOSIÇÃO DE PINTURA EM MONSANTO

Em Monsanto, é inaugurada este sábado às 15 horas, uma exposição de pintura de artistas monsantinos. Raul Mendonça, Andreia Rechena, São Mendes e Zinov Klymko são os autores desta exposição conjunta que vai estar patente no Forno de Monsanto, situado na Rua do Castelo. Três pintores locais e um originário da Ucrânia a residir em Monsanto juntam-se pela primeira vez e mostram as suas obras ao público. Diferentes gerações, diferentes backgrounds e diferentes influências, prometem uma exposição inédita, para ver até 11 de Setembro na aldeia histórica de Monsanto.

Ler mais

COLIGAÇÃO AMBIENTALISTA APELA AO FIM DA CAÇA À ROLA-BRAVA

Facebook

Escrito por RCM/Lusa em 2016-08-18 16:58:34

COLIGAÇÃO AMBIENTALISTA APELA AO FIM DA CAÇA À ROLA-BRAVA

A Coligação C6 apelou esta semana ao Ministro da Agricultura e ao Ministro do Ambiente que proíbam, com carácter de urgência, a caça à Rola-brava, de modo a prevenir a sua extinção. “A Rola-brava é uma espécie migradora que está a desaparecer a um ritmo alarmante em Portugal e na Europa. A coligação ambientalista alerta para a gravidade da situação da espécie na Europa estimando-se que a sua população tenha decrescido 73% nos últimos 20 anos. Considera ainda que a irresponsabilidade e insensibilidade demonstradas, nestas matérias, pelos sucessivos governos pode contribuir para a extinção da Rola-brava em Portugal a muito curto prazo. Todos os anos, as associações ambientalistas e algumas organizações do sector cinegético têm alertado publicamente os responsáveis políticos pelo problema premente do risco de extinção da Rola-brava.

Ler mais

BEM HAJA A TODOS OS AMIGOS DA RCM

Facebook

Escrito por Joaquim Fonseca em 2016-08-15 12:11:50

BEM HAJA A TODOS OS AMIGOS DA RCM

BEM-HAJA A TODOS que se associaram, pessoalmente, por telefone ou por outros meios, ao dia de mais um aniversário da Rádio Clube de Monsanto, e nos felicitaram pela passagem dos 31 anos ao serviço da Aldeia Histórica de Monsanto, do concelho de Idanha-a-Nova, da região e do país. Penso que entenderam que tentámos, com esforço e dedicação, cumprir a nossa Missão, o melhor que sabíamos, podíamos, e… nos deixaram… levar a “Carta a Garcia”. Essas gentilezas e generosidades, do lado de inúmeros amigos-ouvintes, entidades oficiais e associações culturais, etc., muito nos sensibilizam e nos estimulam a CONTINUAR EM FRENTE.  

Ler mais

IDANHA-A-NOVA ENTRE OS MUNICIPIOS DO PAÍS COM MENOS JOVENS

Facebook

Escrito por RCM/Lusa em 2016-08-12 14:08:07

IDANHA-A-NOVA ENTRE OS MUNICIPIOS DO PAÍS COM MENOS JOVENS

A percentagem de jovens portugueses com idades entre os 15 e os 29 anos baixou seis pontos de 2001 para 2015, fixando-se nos 16 por cento. Os Açores são a região mais jovem do país e Alcoutim no Algarve, o concelho mais envelhecido. No Dia Internacional da Juventude, que hoje se comemora, os números mostram uma diminuição significativa dos mais novos em Portugal, de crianças mas especialmente de jovens. Os dados revelam também que os municípios com menor percentagem de crianças são os de Vila Velha de Rodão (4,8 por cento), seguindo-se Almeida, Oleiros, Alcoutim e Penamacor (neste caso com 6,9 por cento). Quanto a cidadãos entre os 15 e os 20 anos é Alcoutim o que tem menor percentagem, seguindo-se Idanha-a-Nova, Corvo, Pampilhosa da Serra e Sabugal.

Ler mais

IDANHA-A-NOVA: CIENTISTAS ANALISAM RISCO DE INCÊNCIO DURANTE O BOOM FESTIVAL

Facebook

Escrito por RCM/Lusa em 2016-08-10 14:14:35

IDANHA-A-NOVA: CIENTISTAS ANALISAM RISCO DE INCÊNCIO DURANTE O BOOM FESTIVAL

Cientistas portugueses vão realizar durante o Boom Festival, que começa esta quinta-feira, em Idanha-a-Nova, testes de campo no âmbito de um projecto de análise ao risco de incêndio em parques de campismo e caravanismo. O investigador da Universidade de Coimbra que coordena o projeto FireCamp2, Miguel Almeida, disse à agência Lusa que as experiências vão decorrer “em todos os dias do Boom Festival”, de 11 a 18 de agosto, com auxílio de um balão equipado com uma câmara de raios infravermelhos. Em julho, cientistas de quatro universidades portuguesas envolvidas na investigação “já tinham realizado ensaios de voo” preliminares no espaço do festival de Idanha-a-Nova quando a zona não estava ainda ocupada.

Ler mais

Mais Notícias

Notícias da Região

JORNAL O INTERIOR

A Carregar ...

JORNAL DO FUNDÃO

A Carregar ...

JORNAL A GUARDA

A Carregar ...

© Rádio Clube de Monsanto 2016 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line