Notícias

CRÓNICA DE UM REGRESSO A TIMOR-LESTE

Escrito por Palmira Marques, em Dili - Timor-Leste em 2012-04-19 17:58:16

CRÓNICA DE UM REGRESSO A TIMOR-LESTE

“(Co)missão em Timor”ou “Laços Inesquecíveis”

“Na verdade não foram malfadadas

As horas que em Timor foram contadas.

Mesmo esta longa e morna solidão

Estes dias felizes de verdade

horas boas e más, nos ficarão

gravadas para toda a eternidade.”

(in pág,31, “Comissão em Timor” de Joaquim M. Fonseca )

 

Como ficou prometido aos microfones da Rádio Clube de Monsanto, aqui estou a enviar umas palavrinhas em jeito de “cronicando” como diria o meu amigo Mia Couto. Encontro-me pois, a escrever estas primeiras notas, hoje dia 13 de abril, sexta feira, no aeroporto de Singapura, onde cheguei às 16h e vou passar a noite para partir de manhã em direção ao aeroporto Internacional Nicolau Lobato, em Díli. O aeroporto de Singapura é muito bonito, cheio de luz e com pormenores graciosos e delicados como os jardins interiores onde florescem as mais lindas orquídeas ou lagos onde nadam gordos peixes vermelhos. Tem contudo este aeroporto uma particularidade que muito me intriga: o revestimento do piso a alcatifa, tornando este espaço um local silencioso demais para o meu gosto (quem imagina um aeroporto gigantesco com tal silencio?) Mas tem também uma agradável surpresa: para quem chega a Singapura e tenha amigos nesta cidade, pode contatá-los gratuitamente através das cabines telefónicas dispersas pelos 3 terminais do aeroporto.

Vou passar a noite em claro, lendo o livro de Joaquim M. Fonseca “Comissão em Timor” e tal como o título indica, o autor fez a tropa em Timor entre 1969/1971. Fala-nos ele da sua experiência na Ilha onde foi a “Voz de Portugal na Oceânia”, tal como agora é a ”Voz da Região Monsantina” com a diferença de que naquela época a sua voz só se ouvia em Timor e nos arredores e hoje, com a evolução da tecnologia, a Rádio Clube de Monsanto, escuta-se em todo o mundo através da internet. Ao longo das páginas, o autor relata-nos o seu dia a dia e explica situações que aconteceram. Digno de nota é que o autor para além de descrever o que foi acontecendo nesses 24 meses em Timor, traz ao de cima a veia poética de Joaquim M. Fonseca, deixando assim impresso no livro “Comissão em Timor”, poesia linda, sentida e espontânea.

Mais que uma vez ao longo do livro, refere o autor que “este povo (de Timor) gostaria de se manter ligado a Portugal”. Como a edição do livro data de 1976, com todos os acontecimentos que precederam a publicação, o autor viu-se na contingência de ter que incluir páginas dedicadas ao “Timor Leste como a 27ª Província da Indonésia” – ainda que com grande pena dele (e nossa!) – atualizando assim a informação com documentos de jornais da época. Uma obra que  está esgotada que mas terá interesse para os amantes daquele povo “que não permite que ninguém, mesmo inadvertidamente, pise a sombra da Bandeira Portuguesa!”

Bairro de Santa Cruz, Cidade de Díli aos 16 de Abril de 2012

Palmira Marques

 

Voltar para a página de notícias

CANÇÕES DO CANTE EM IDANHA-A-NOVA

Facebook

Escrito por RCM em 2016-05-27 15:45:36

CANÇÕES DO CANTE EM IDANHA-A-NOVA

A Filarmónica Idanhense apresenta no próximo dia 11 de Junho, pelas 21h30, no Centro Cultural Raiano em Idanha-a-Nova, o concerto “Canções do Cante”. Neste espectáculo, construído em Idanha-a-Nova pela Filarmónica Idanhense, encontram-se no mesmo palco a própria Filarmónica e as vozes de Janita Salomé, Vitorino Salomé e dos Cantadores do Redondo, unindo duas distinções da UNESCO: o Cante (Património Imaterial da Humanidade em 2014) e Idanha-a-Nova (Cidade Criativa no âmbito da Música). Participam também como convidadas especiais as Adufeiras de Idanha-a-Nova. “Canções do Cante” é a 11ª produção do projecto “Canções…”, um evento pioneiro em Portugal no âmbito da música filarmónica, que, iniciado em 2011 pela Filarmónica Idanhense, é dedicado única e exclusivamente à música portuguesa, aos seus autores, cantores e múltiplas formas de execução. Após o Canções ter dedicado concertos à música da Beira Baixa (2012) e ao Fado (2013), dedica este concerto ao Cante Alentejano. Os bilhetes podem ser adquiridos na Filarmónica Idanhense (dias úteis das 09:00 às 18:00) ou através dos contactos 926 938 535 e geral@filarmonicaidn.com.

Ler mais

FESTIVAL DA PAISAGEM NO TERRITÓRIO DA NATURTEJO

Facebook

Escrito por RCM em 2016-05-27 15:42:43

FESTIVAL DA PAISAGEM NO TERRITÓRIO DA NATURTEJO

O Geopark Naturtejo promove a partir deste sábado e até ao dia 12 de junho o Festival da Paisagem 2016. O evento apresenta 15 iniciativas que representam e promovem a natureza, cultura e produtos locais do território. Em comunicado, o Geopark Naturtejo explica que o festival começa este sábado com a realização da GeoRota do Orvalho, na Serra do Muradal, em Oleiros, distrito de Castelo Branco, e termina com um jantar teatralizado no miradouro do Cabeço Mosqueiro do Orvalho. Durante todo fim-de-semana, os apreciadores dos sabores locais têm no Rosmaninhal (Idanha-a-Nova) o Festival do Borrego e, no domingo, em Penamacor, decorre uma caminhada na Aldeia de João Pires em busca das suas geoformas graníticas. Esta é uma das várias propostas lançadas pelo município de Penamacor em associação com juntas de freguesia e empresas locais para conhecer o seu património geológico recentemente reconhecido pela UNESCO no âmbito do Geopark Naturtejo. Ainda em Penamacor, no dia 03 de junho decorre a Oficina dos Fósseis, no Agrupamento de Escolas Ribeiro Sanches, e a 12 de junho, realiza-se a caminhada "Natureza sem Fronteiras", na Serra da Malcata. No dia 05 de junho realiza-se em Oleiros a Festa da Espiga do Estreito e no último fim-de-semana do Festival da Paisagem decorre a Rota dos Fósseis de Penha Garcia. A fechar o Festival, a freguesia de Segura, em Idanha-a-Nova, recebe a II Festa das Migas para celebrar um dos contextos gastronómicos regionais mais diversificados e populares. Este ano, o Festival da Paisagem celebra também os 10 anos de reconhecimento internacional do Geopark Naturtejo como território UNESCO.

Ler mais

PARQUE DE CAMPISMO DE IDANHA PROMOVE DIA ABERTO COM ENTRADA GRATUITA

Facebook

Escrito por RCM em 2016-05-24 21:12:27

PARQUE DE CAMPISMO DE IDANHA PROMOVE DIA ABERTO COM ENTRADA GRATUITA

O Parque de Campismo Municipal de Idanha-a-Nova vai realizar um Dia Aberto, com entrada gratuita neste espaço. É já no próximo sábado que vai ter lugar esta iniciativa que pretende celebrar o início da época balnear de 2016. O Dia Aberto procura dar a conhecer todas as novidades deste espaço que é gerido pelo Centro Municipal de Cultura e Desenvolvimento (CMCD), em parceria com o Município de Idanha-a-Nova e a Escola Superior de Gestão. As três entidades colaboraram na recuperação de vários equipamentos, nomeadamente dos balneários, das diferentes zonas de lazer e de nove bungalows. As condições de funcionamento do bar, do restaurante, do minimercado e da lavandaria foram igualmente reforçadas e está a ser criado um novo espaço com churrasqueira comunitária de acesso livre aos campistas. Este ano o Parque de Campismo de Idanha-a-Nova acolhe o 8º Encontro Nacional de Caravanismo, promovido pela Associação de Caravanismo de Portugal, de 10 a 12 de junho.

Ler mais

CPCJ DE IDANHA-A-NOVA ASSINALA 13º ANIVERSÁRIO COM ESPECTÁCULO E EXPOSIÇÃO

Facebook

Escrito por RCM em 2016-05-24 21:09:10

CPCJ DE IDANHA-A-NOVA ASSINALA 13º ANIVERSÁRIO COM ESPECTÁCULO E EXPOSIÇÃO

A Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Idanha-a-Nova comemorou no Centro Cultural Raiano, os 13 anos de actividade com o espectáculo “Idanha tem Talento!”, que contou com a participação de crianças de jovens do concelho. Foi ainda inaugurada a exposição “Prevenir com Arte – Maus Tratos na Infância”, patente no CCR. Trata-se de uma mostra de trabalhos realizados pelo artista plástico João Domingos, de nome artístico BIGOD, com a colaboração da população escolar. O artista utilizou a arte do Stencil num conjunto de telas que retractam várias formas de violência, designadamente violência doméstica, violência no namoro, violência psicológica, bullying, maus-tratos pré-natais, exploração do trabalho infantil e abuso sexual.

Ler mais

IDANHA-A-NOVA: GRUPO DE TEATRO AJIDANHA VENCE PRÉMIO EM ESPANHA

Facebook

Escrito por RCM em 2016-05-18 14:24:27

IDANHA-A-NOVA: GRUPO DE TEATRO AJIDANHA VENCE PRÉMIO EM ESPANHA

A peça “À Deriva”, do grupo de teatro Ajidanha, acaba de ganhar o prémio de Melhor Espectáculo no 8º Certame Nacional de Teatro Aficionado de Villa de Olvera (Cádis), em Espanha. A entrega dos prémios decorreu no passado sábado, dia 14, e também galardoou Joana Poejo, uma das protagonistas de “À Deriva”, com o prémio de Melhor Actriz. A companhia de Idanha-a-Nova era uma das cinco finalistas do festival de teatro, e única representação portuguesa, após ter sido seleccionada entre 92 grupos concorrentes. Os dois troféus arrecadados são ainda mais admiráveis por a Ajidanha ter estreado, neste certame, uma nova vertente da sua produção teatral, com a apresentação do espectáculo “À Deriva” totalmente interpretado em castelhano. Com esta aposta, a Ajidanha aumenta o seu universo de destinos e o seu potencial internacional, em particular em países de língua espanhola. De referir que a peça "À Deriva" tem arrecadado prémios nacionais e internacionais, desde a estreia em 2013. Entre as distinções contam-se os troféus ganhos no 8º Festival Internacional de Teatro CALE-se (melhor espectáculo, melhor encenação, melhor cenografia e melhor sonoplastia) e no 2º Certame Iberoamericano de Teatro "Ciudad de Trujillo" (melhor actor secundário e 2º melhor espectáculo).

Ler mais

Mais Notícias

Notícias da Região

JORNAL O INTERIOR

A Carregar ...

JORNAL DO FUNDÃO

A Carregar ...

JORNAL A GUARDA

A Carregar ...

© Rádio Clube de Monsanto 2016 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line