Notícias

CRÓNICA DE UM REGRESSO A TIMOR-LESTE

Escrito por Palmira Marques, em Dili - Timor-Leste em 2012-04-19 17:58:16

CRÓNICA DE UM REGRESSO A TIMOR-LESTE

“(Co)missão em Timor”ou “Laços Inesquecíveis”

“Na verdade não foram malfadadas

As horas que em Timor foram contadas.

Mesmo esta longa e morna solidão

Estes dias felizes de verdade

horas boas e más, nos ficarão

gravadas para toda a eternidade.”

(in pág,31, “Comissão em Timor” de Joaquim M. Fonseca )

 

Como ficou prometido aos microfones da Rádio Clube de Monsanto, aqui estou a enviar umas palavrinhas em jeito de “cronicando” como diria o meu amigo Mia Couto. Encontro-me pois, a escrever estas primeiras notas, hoje dia 13 de abril, sexta feira, no aeroporto de Singapura, onde cheguei às 16h e vou passar a noite para partir de manhã em direção ao aeroporto Internacional Nicolau Lobato, em Díli. O aeroporto de Singapura é muito bonito, cheio de luz e com pormenores graciosos e delicados como os jardins interiores onde florescem as mais lindas orquídeas ou lagos onde nadam gordos peixes vermelhos. Tem contudo este aeroporto uma particularidade que muito me intriga: o revestimento do piso a alcatifa, tornando este espaço um local silencioso demais para o meu gosto (quem imagina um aeroporto gigantesco com tal silencio?) Mas tem também uma agradável surpresa: para quem chega a Singapura e tenha amigos nesta cidade, pode contatá-los gratuitamente através das cabines telefónicas dispersas pelos 3 terminais do aeroporto.

Vou passar a noite em claro, lendo o livro de Joaquim M. Fonseca “Comissão em Timor” e tal como o título indica, o autor fez a tropa em Timor entre 1969/1971. Fala-nos ele da sua experiência na Ilha onde foi a “Voz de Portugal na Oceânia”, tal como agora é a ”Voz da Região Monsantina” com a diferença de que naquela época a sua voz só se ouvia em Timor e nos arredores e hoje, com a evolução da tecnologia, a Rádio Clube de Monsanto, escuta-se em todo o mundo através da internet. Ao longo das páginas, o autor relata-nos o seu dia a dia e explica situações que aconteceram. Digno de nota é que o autor para além de descrever o que foi acontecendo nesses 24 meses em Timor, traz ao de cima a veia poética de Joaquim M. Fonseca, deixando assim impresso no livro “Comissão em Timor”, poesia linda, sentida e espontânea.

Mais que uma vez ao longo do livro, refere o autor que “este povo (de Timor) gostaria de se manter ligado a Portugal”. Como a edição do livro data de 1976, com todos os acontecimentos que precederam a publicação, o autor viu-se na contingência de ter que incluir páginas dedicadas ao “Timor Leste como a 27ª Província da Indonésia” – ainda que com grande pena dele (e nossa!) – atualizando assim a informação com documentos de jornais da época. Uma obra que  está esgotada que mas terá interesse para os amantes daquele povo “que não permite que ninguém, mesmo inadvertidamente, pise a sombra da Bandeira Portuguesa!”

Bairro de Santa Cruz, Cidade de Díli aos 16 de Abril de 2012

Palmira Marques

 

Voltar para a página de notícias

AGRICULTORES EXIGEM MEDIDAS ADEQUADAS CONTRA A SECA PROLONGADA

Facebook

Escrito por RCM / Lusa em 2015-08-25 12:38:11

AGRICULTORES EXIGEM MEDIDAS ADEQUADAS CONTRA A SECA PROLONGADA

A Associação Distrital de Agricultores de Castelo Branco (ADACB) anunciou hoje que a seca prolongada "exige urgentemente" a tomada de medidas adequadas e considera "manifestamente insuficientes" as medidas anunciadas pela tutela. Em comunicado enviado hoje à agência Lusa, a associação reforça que "a seca prolongada está a afectar gravemente os agricultores e exige urgentemente medidas adequadas". "As recentes medidas anunciadas pela ministra da Agricultura são manifestamente insuficientes, porque não passam de medidas recorrentes", explica no documento o presidente da associação, Mesquita Milheiro. Este responsável adianta ainda que todos os anos é frequente o pagamento das ajudas da União Europeia (UE) ser antecipado, pelo que "as medidas agora avançadas pelo Governo são incapazes de minimizar os prejuízos sofridos pela seca". Os agricultores reafirmam ainda um conjunto de exigências, como seja a concretização do regadio a sul da Serra da Gardunha, apoios a fundo perdido, isenção temporária da taxa de recursos hídricos e do pagamento das contribuições para a segurança social dos pequenos e médios agricultores.

Ler mais

SEGURANÇA SOCIAL ACUSADA DE DAR EQUIPAMENTO DE CASTELO BRANCO À GUARDA

Facebook

Escrito por RCM / Lusa em 2015-08-25 12:34:53

SEGURANÇA SOCIAL ACUSADA DE DAR EQUIPAMENTO DE CASTELO BRANCO À GUARDA

O Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas acusou esta semana o Instituto da Segurança Social (ISS) de entregar a gestão de um equipamento social de Castelo Branco a uma Instituição Particular de Segurança Social (IPSS) da Guarda, colocando em risco 25 trabalhadores. "O ISS volta a entregar um equipamento de acção social, Casa da Tapada da Renda, pertencente ao Centro Distrital de Castelo Branco, a uma IPSS -- Instituição Particular de Segurança Social, (Associação de Desenvolvimento e Melhoramentos Estrela), com o intuito de ser esta a fazer a gestão desse equipamento depois de 01 de setembro", refere em comunicado o Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Sul e Regiões Autónomas (STFPSSRA). Segundo o sindicato, "estão em causa 25 postos de trabalho que, com a mistificação de estarem garantidos no acordo de cedência, serão extintos".

Ler mais

IDANHA-A-NOVA: AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ SILVESTRE RIBEIRO SUPERA “PATAMARES ELEVADOS DE EXIGÊNCIA”

Facebook

Escrito por RCM / Público em 2015-08-24 13:24:03

IDANHA-A-NOVA: AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ SILVESTRE RIBEIRO SUPERA “PATAMARES ELEVADOS DE EXIGÊNCIA”

O Ministério de Nuno Crato divulgou a lista das 274 escolas que vão receber créditos horários por se distinguirem em termos de "eficácia educativa" e redução de abandono. São cerca de um terço dos agrupamentos e escolas do país. Segundo o gabinete de comunicação do ministério, questionado pelo PÚBLICO, há oito escolas a quem foram atribuídas 50 horas de crédito semanal por “eficácia educativa” e redução de abandono, o máximo previsto. Entre as escolas com distinção máxima está Idanha-a-Nova. O Ministério da Educação e Ciência explica que o Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro, em Idanha-a-Nova,  evidenciou "uma melhoria muito significativa" no ensino básico, tendo passado de uma média nos exames nacionais de 2,239 para 2,809. Teve, por isso, 20 horas de crédito semanal. Para além disso, o agrupamento superou também o critério correspondente à redução da percentagem de alunos em abandono ou risco de abandono, pelo que teve ainda um crédito adicional de 30 horas. Foi em 2012 que o ministério de Nuno Crato decidiu passar a atribuir créditos horários — encarados como “incentivos” à “qualidade do ensino e melhoria dos resultados escolares”. Mas a medida não tem sido isenta de críticas.

Ler mais

PENAMACOR PODE FICAR SEM ÁGUA NOS PRÓXIMOS DIAS

Facebook

Escrito por em 2015-08-23 13:53:03

PENAMACOR PODE FICAR SEM ÁGUA NOS PRÓXIMOS DIAS

A vila de Penamacor e as freguesias de Aranhas, Salvador, Aldeia de João Pires e Aldeia do Bispo podem ficar sem água da rede nos próximos 15 dias. O alerta foi deixado pelo presidente da câmara municipal na última reunião pública do executivo. A autarquia prevê problemas no abastecimento de água à população. António Luís Beites refere que o depósito que abastece a vila e a zona sul do concelho está a 20% da sua capacidade e a albufeira da Baságueda está seca. “A albufeira da Baságueda está considerada como uma captação de recurso, mas todos os anos, entre junho e setembro, é accionada para efectuar um reforço de água na zona sul do concelho, mais precisamente Aranhas, Salvador, Aldeia de João Pires e Aldeia do Bispo”. O presidente da Camara de Penamacor prevê também que o problema afecte os pontos mais altos da vila. A autarquia já publicou uma circular apelando à população contenção no consumo da água. António Luís Beites pediu também uma reunião, com carácter de urgência, à administração das Águas de Lisboa e Vale do Tejo, uma vez que o problema só se resolve com a substituição integral da conduta que abastece Penamacor.

Ler mais

VILA VELHA DE RODÃO: CENTENAS DE QUILOS DE LAGOSTINS MORTOS NO RIO TEJO

Facebook

Escrito por RCM/Lusa em 2015-08-19 14:22:15

VILA VELHA DE RODÃO: CENTENAS DE QUILOS DE LAGOSTINS MORTOS NO RIO TEJO

A associação ambientalista Quercus alertou hoje para a existência de centenas de quilos de lagostins mortos no Tejo, na zona do Arneiro, Vila Velha de Ródão, e garantiu que a água do rio se encontra "preta" devido à poluição. "A água está com uma cor preta, escura, e os lagostins que estavam nas armadilhas dos pescadores estão todos mortos. São centenas de quilos", disse hoje à agência Lusa Samuel Infante, da Quercus. Segundo o ambientalista, o alerta foi dado pelos próprios pescadores da zona, cerca das 10:00. Adiantou também que o Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) da Guarda Nacional Republicana (GNR) de Castelo Branco e de Nisa já está a caminho de Vila Velha de Ródão. "Infelizmente, apesar dos alertas e das denúncias, estas situações continuam a ocorrer. Sabemos que o Ministério Público está a tomar algumas diligências e a Quercus está também a preparar uma acção judicial".  

Ler mais

Mais Notícias

Notícias da Região

JORNAL O INTERIOR

A Carregar ...

JORNAL DO FUNDÃO

A Carregar ...

JORNAL A GUARDA

A Carregar ...

© Rádio Clube de Monsanto 2015 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line