Notícias

CRÓNICA DE UM REGRESSO A TIMOR-LESTE

Escrito por Palmira Marques, em Dili - Timor-Leste em 2012-04-19 17:58:16

CRÓNICA DE UM REGRESSO A TIMOR-LESTE

“(Co)missão em Timor”ou “Laços Inesquecíveis”

“Na verdade não foram malfadadas

As horas que em Timor foram contadas.

Mesmo esta longa e morna solidão

Estes dias felizes de verdade

horas boas e más, nos ficarão

gravadas para toda a eternidade.”

(in pág,31, “Comissão em Timor” de Joaquim M. Fonseca )

 

Como ficou prometido aos microfones da Rádio Clube de Monsanto, aqui estou a enviar umas palavrinhas em jeito de “cronicando” como diria o meu amigo Mia Couto. Encontro-me pois, a escrever estas primeiras notas, hoje dia 13 de abril, sexta feira, no aeroporto de Singapura, onde cheguei às 16h e vou passar a noite para partir de manhã em direção ao aeroporto Internacional Nicolau Lobato, em Díli. O aeroporto de Singapura é muito bonito, cheio de luz e com pormenores graciosos e delicados como os jardins interiores onde florescem as mais lindas orquídeas ou lagos onde nadam gordos peixes vermelhos. Tem contudo este aeroporto uma particularidade que muito me intriga: o revestimento do piso a alcatifa, tornando este espaço um local silencioso demais para o meu gosto (quem imagina um aeroporto gigantesco com tal silencio?) Mas tem também uma agradável surpresa: para quem chega a Singapura e tenha amigos nesta cidade, pode contatá-los gratuitamente através das cabines telefónicas dispersas pelos 3 terminais do aeroporto.

Vou passar a noite em claro, lendo o livro de Joaquim M. Fonseca “Comissão em Timor” e tal como o título indica, o autor fez a tropa em Timor entre 1969/1971. Fala-nos ele da sua experiência na Ilha onde foi a “Voz de Portugal na Oceânia”, tal como agora é a ”Voz da Região Monsantina” com a diferença de que naquela época a sua voz só se ouvia em Timor e nos arredores e hoje, com a evolução da tecnologia, a Rádio Clube de Monsanto, escuta-se em todo o mundo através da internet. Ao longo das páginas, o autor relata-nos o seu dia a dia e explica situações que aconteceram. Digno de nota é que o autor para além de descrever o que foi acontecendo nesses 24 meses em Timor, traz ao de cima a veia poética de Joaquim M. Fonseca, deixando assim impresso no livro “Comissão em Timor”, poesia linda, sentida e espontânea.

Mais que uma vez ao longo do livro, refere o autor que “este povo (de Timor) gostaria de se manter ligado a Portugal”. Como a edição do livro data de 1976, com todos os acontecimentos que precederam a publicação, o autor viu-se na contingência de ter que incluir páginas dedicadas ao “Timor Leste como a 27ª Província da Indonésia” – ainda que com grande pena dele (e nossa!) – atualizando assim a informação com documentos de jornais da época. Uma obra que  está esgotada que mas terá interesse para os amantes daquele povo “que não permite que ninguém, mesmo inadvertidamente, pise a sombra da Bandeira Portuguesa!”

Bairro de Santa Cruz, Cidade de Díli aos 16 de Abril de 2012

Palmira Marques

 

Voltar para a página de notícias

IDANHA-A-NOVA CRIA BANCO DE TERRAS E CASAS

Facebook

Escrito por RCM em 2016-05-04 13:33:17

IDANHA-A-NOVA CRIA BANCO DE TERRAS E CASAS

O Município de Idanha-a-Nova criou recentemente na internet a plataforma Banco de Terras e Casas (bancodeterras.recomecar.pt). Esta nova ferramenta pretende facilitar o encontro entre a procura e a oferta de terrenos e casas no concelho. A plataforma estabelece a ligação entre particulares que procuram vender, alugar ou dar a cultivar os seus terrenos e aqueles que procuram casas ou terrenos para comprar, arrendar ou cultivar no concelho de Idanha-a-Nova. Com esta iniciativa, a autarquia pretende criar oportunidades para quem quer investir em Idanha-a-Nova e, simultaneamente, para proprietários que tenham terrenos, equipamentos agrícolas ou casas que queiram rentabilizar. Basta preencher o formulário com a descrição simples do que procura ou oferece. A utilização é livre, gratuita e implica apenas um registo prévio. O Banco de Terras e Casas é um projecto desenvolvido ao abrigo da estratégia Recomeçar, que visa a revitalização do concelho de Idanha-a-Nova.

Ler mais

PARLAMENTO RECOMENDA AO GOVERNO QUE VOLTE A PROIBIR CAÇA NA MALCATA

Facebook

Escrito por RCM em 2016-05-03 12:24:02

PARLAMENTO RECOMENDA AO GOVERNO QUE VOLTE A PROIBIR CAÇA NA MALCATA

A Assembleia da República aprovou dois projectos de resolução do Bloco de Esquerda e do PAN que recomendam ao Governo que volte a proibir a caça na Serra da Malcata.  A bancada do PS absteve-se na votação dos dois diplomas e o deputado socialista Ascenso Simões votou contra, ao lado do CDS-PP. A autorização para caçar na Serra da Malcata foi dada pelo Governo de António Costa ao fazer publicar uma portaria no início de Fevereiro que revogava uma outra de Agosto de 1993 que proibiu as actividades cinegéticas naquela reserva localizada entre Penamacor e o Sabugal, abrangendo uma parte dos distritos de Castelo Branco e da Guarda, junto à fronteira com Espanha. A Serra da Malcata tem sido um dos locais onde se tem tentado reintroduzir o lince ibérico, considerado como espécie em perigo e inscrito na Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais. O projecto apresentado pelo Bloco sublinha que "a decisão levanta ainda mais questões e riscos dada a actual situação deficitária de recursos humanos e de financiamento da reserva". O Parlamento quer assim que o governo recue na decisão de autorizar a caça na Reserva Natural da Serra da Malcata.  

Ler mais

MONSANTO: FEIRA MEDIEVAL NA FESTA DA DIVINA SANTA CRUZ

Facebook

Escrito por RCM em 2016-05-02 14:12:16

MONSANTO: FEIRA MEDIEVAL NA FESTA DA DIVINA SANTA CRUZ

Monsanto recebe no próximo fim-de-semana a Festa da Divina Santa Cruz. Esta aldeia histórica do concelho de Idanha-a-Nova, vai ser palco de teatralizações, cortejos, torneios, assalto ao castelo, bruxas, saltimbancos, folias, passeios de burro, jogos, mercado medieval e uma Ceia Templária na noite de sábado. As inscrições para este jantar devem ser feitas previamente pelos telefones 967 033 102 e 926 384 436. A Festa da Divina Santa Cruz está inserida no Provere Aldeias Históricas de Portugal e é co-financiada pelo Portugal 2020. O evento é organizado pela Câmara Municipal de Idanha-a-Nova e pela União de Freguesias de Monsanto e Idanha-a-Velha.

Ler mais

CASTELO BRANCO: GOVERNO VAI REQUALIFICAR PARQUE AUTOMÓVEL DOS BOMBEIROS

Facebook

Escrito por RCM/Lusa em 2016-04-28 13:43:00

CASTELO BRANCO: GOVERNO VAI REQUALIFICAR PARQUE AUTOMÓVEL DOS BOMBEIROS

O secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, disse esta semana que o Governo vai disponibilizar 10 milhões de euros para renovação do parque de viaturas dos bombeiros e 14 milhões de euros para requalificação de quartéis. "Vamos lançar o primeiro concurso para renovação de viaturas em maio, com cinco milhões de euros e outro em outubro, com mais cinco milhões de euros", afirmou esta 4ª-feira à noite Jorge Gomes, durante a apresentação do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais (DECIF) 2016 para o distrito de Castelo Branco. O governante admitiu que o parque de viaturas dos bombeiros está envelhecido e espera que os 10 milhões de euros disponibilizados para este ano possam contribuir para alterar a situação. O distrito de Castelo Branco vai ter este ano, a partir da fase “Charlie” (01 de julho a 30 de setembro), 176 equipas com 757 operacionais e 182 veículos, com o apoio de três helicópteros bombardeiros ligeiros que ficam estacionados em Castelo Branco, na Covilhã e Proença-a-Nova e dois aviões anfíbios. Rui Esteves, Comandante Operacional Distrital de Castelo Branco (CODIS), adiantou ainda que pela primeira vez vão estar no terreno oito equipas de resposta e avaliação da situação e 88 operacionais das juntas de freguesia do distrito apoiadas com 48 viaturas.

Ler mais

PREÇO NA A23 NÃO VAI BAIXAR COMO AS PORTAGENS DAS OUTRAS AUTO-ESTRADAS DO INTERIOR

Facebook

Escrito por RCM/Lusa em 2016-04-26 16:30:16

PREÇO NA A23 NÃO VAI BAIXAR COMO AS PORTAGENS DAS OUTRAS AUTO-ESTRADAS DO INTERIOR

Esta terça-feira, na comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas, o ministro do Planeamento e Infra-Estruturas, Pedro Marques, sublinhou que, se não tivesse havido “uma renegociação desastrosa, a redução já era para todos” os do interior. O governante referia-se à renegociação concluída pelo governo de Passos Coelho, que transferiu para a concessionária as receitas de portagem da A23, o que implica agora uma nova negociação para poder aplicar a descida do preço das portagens, num valor que não foi referido na audição. O ministro do Planeamento e Infra-estruturas afirmou contudo no parlamento que a redução de portagens no interior só avança quando puder ser implementada em todas as auto-estradas abrangidas. Pedro Marques explicou que a redução não é imediata por ser necessário negociar com a concessionária da A23. Ainda assim o ministro do Planeamento e das Infra-estruturas acredita que no verão as portagens no interior já terão uma nova tabela de preços. O Executivo diz que tem que renegociar com a concessionária porque o Estado está "amarrado e deixou de ter liberdade para decidir o valor das portagens" nesta auto-estrada, entre Torres Novas e a Guarda, uma vez que o governo anterior passou as receitas de portagem para a concessionária. Pedro Marques admite por isso eventuais custos associados a uma nova alteração do contrato.

Ler mais

Mais Notícias

Notícias da Região

JORNAL O INTERIOR

A Carregar ...

JORNAL DO FUNDÃO

A Carregar ...

JORNAL A GUARDA

A Carregar ...

© Rádio Clube de Monsanto 2016 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Amigos da RCM | Discos Pedidos | Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line