Notícias

NOVOS AUTARCAS DE IDANHA-A-NOVA TOMARAM POSSE

Escrito por CMIN em 2021-10-26 19:14:13

NOVOS AUTARCAS DE IDANHA-A-NOVA TOMARAM POSSE

NOVOS AUTARCAS DE IDANHA-A-NOVA TOMARAM POSSE

 

O Centro Cultural Raiano recebeu na segunda-feira, 25 de Outubro, a cerimónia de tomada de posse e instalação dos novos órgãos autárquicos do Município de Idanha-a-Nova – Câmara Municipal e Assembleia Municipal para o quadriénio 2021-2025.

No discurso de tomada de posse, Armindo Jacinto, presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, garantiu manter no seu terceiro mandato “a determinação e resiliência para lutar pela causa do desenvolvimento do nosso concelho, onde pretendemos continuar a criar condições para uma vida longa e com qualidade: dos 0 aos 114 anos”.

Num concelho que está “num ciclo de crescimento a vários níveis” e “já tem hoje fluxos migratórios positivos”, Armindo Jacinto considera que importa “continuar a captar investimento, a criar riqueza e emprego, a criar oportunidades e qualidade de vida, a fixar população”.

A sessão teve início com a tomada de posse do executivo municipal, que é composto por três elementos do Partido Socialista e dois do Movimento para Todos. Além do presidente da Câmara Municipal, Armindo Jacinto (PS), tomaram posse José Adelino Gameiro (Mov.PT), Idalina Costa (PS), João Carlos Sousa (PS) e Vera Caroço (Mov.PT).

Para a Assembleia Municipal de Idanha-a-Nova tomaram posse os membros eleitos: como presidente João Manuel Rijo Dionísio (PS), José Pedro Rebola Ferreira de Sousa (Mov.PT), António Sousa Lisboa (PS), Adalgisa Patrícia Mendes Leitão Dias (PS), Paulo Jorge Ferreira Rodrigues (Mov.PT - tomará posse na próxima Assembleia Municipal), Manuel da Fonseca Monteiro (PS), João Luís Marques Rego Geraldes (PS), Sónia Sofia Simões Nunes (Mov.PT - tomará posse na próxima Assembleia Municipal), Graça Maria Ferrer Pires (PS), Jorge Daniel Pinto Fonseca (Mov.PT), Mário Pissarra Pires (PS), Paulo Fernando Ribeiro de Mendonça Baptista (PPD/PSD), Alberto Umbelino Gonçalves (PS), Hugo Manuel Canitos Rêgo da Silva (Mov.PT) e Eugénia Maria Pinto Moura e Mendonça (PS).

Os presidentes das Juntas e Uniões de Freguesia, por inerência de funções, também tomaram posse como deputados municipais: Valter Martins (JF Aldeia de Santa Margarida - PS); Vítor Mascarenhas (UF Idanha-a-Nova e Alcafozes - PS); João Almeida (JF Ladoeiro - PS); Ana Filipa Fonseca (JF Medelim - PS); Ricardo Rodrigues (UF Monfortinho e Salvaterra do Extremo - PS); Paulo Monteiro (UF Monsanto e Idanha-a-Velha - PS); Joaquim Laranjo (JF Oledo - Mov.PT); Raúl Antunes (JF Penha Garcia - PS); Helena Silva (JF Proença-a-Velha - PS); Joaquim Chambino (JF Rosmaninhal - PS); Cristina Geraldes (JF São Miguel de Acha - PS); António Marcelo (JF Toulões - PS); e Paulo Pinto (UF Zebreira e Segura - PS).

 

Voltar para a página de notícias

A LENTA AGONIA DAS RÁDIO LOCAIS

Facebook

Escrito por RCM em 2021-11-04 11:33:38

A LENTA AGONIA DAS RÁDIO LOCAIS

A LENTA AGONIA DAS RÁDIO LOCAIS ..............................................................................Da totalidade das rádios, 254 têm programação própria, sendo 247 de cobertura local. A quase totalidade destas rádios locais vive apenas dos respectivos mercados de proximidade (com muita escassa publicidade), realidade que todos sabem (?), mas que parecem ignorar ou, realmente, não sabem mesmo. E a pandemia tudo veio a agravar. Há uma outra coisa que parece, mas que não é. Ao contrário daquilo que se pensa as rádios (todas elas) não beneficiam de qualquer apoio estatal para o seu funcionamento.  

Ler mais

NOVOS AUTARCAS DE IDANHA-A-NOVA TOMARAM POSSE

Facebook

Escrito por CMIN em 2021-10-26 19:14:13

NOVOS AUTARCAS DE IDANHA-A-NOVA TOMARAM POSSE

NOVOS AUTARCAS DE IDANHA-A-NOVA TOMARAM POSSE   ................................................................................................. O Centro Cultural Raiano recebeu na segunda-feira, 25 de Outubro, a cerimónia de tomada de posse e instalação dos novos órgãos autárquicos do Município de Idanha-a-Nova – Câmara Municipal e Assembleia Municipal para o quadriénio 2021-2025. No discurso de tomada de posse, Armindo Jacinto, presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, garantiu manter no seu terceiro mandato “a determinação e resiliência para lutar pela causa do desenvolvimento do nosso concelho, onde pretendemos continuar a criar condições para uma vida longa e com qualidade: dos 0 aos 114 anos”. Num concelho que está “num ciclo de crescimento a vários níveis” e “já tem hoje fluxos migratórios positivos”, Armindo Jacinto considera que importa “continuar a captar investimento, a criar riqueza e emprego, a criar oportunidades e qualidade de vida, a fixar população”. A sessão teve início com a tomada de posse do executivo municipal, que é composto por três elementos do Partido Socialista e dois do Movimento para Todos. Além do presidente da Câmara Municipal, Armindo Jacinto (PS), tomaram posse José Adelino Gameiro (Mov.PT), Idalina Costa (PS), João Carlos Sousa (PS) e Vera Caroço (Mov.PT). Para a Assembleia Municipal de Idanha-a-Nova tomaram posse os membros eleitos: como presidente João Manuel Rijo Dionísio (PS), José Pedro Rebola Ferreira de Sousa (Mov.PT), António Sousa Lisboa (PS), Adalgisa Patrícia Mendes Leitão Dias (PS), Paulo Jorge Ferreira Rodrigues (Mov.PT - tomará posse na próxima Assembleia Municipal), Manuel da Fonseca Monteiro (PS), João Luís Marques Rego Geraldes (PS), Sónia Sofia Simões Nunes (Mov.PT - tomará posse na próxima Assembleia Municipal), Graça Maria Ferrer Pires (PS), Jorge Daniel Pinto Fonseca (Mov.PT), Mário Pissarra Pires (PS), Paulo Fernando Ribeiro de Mendonça Baptista (PPD/PSD), Alberto Umbelino Gonçalves (PS), Hugo Manuel Canitos Rêgo da Silva (Mov.PT) e Eugénia Maria Pinto Moura e Mendonça (PS). Os presidentes das Juntas e Uniões de Freguesia, por inerência de funções, também tomaram posse como deputados municipais: Valter Martins (JF Aldeia de Santa Margarida - PS); Vítor Mascarenhas (UF Idanha-a-Nova e Alcafozes - PS); João Almeida (JF Ladoeiro - PS); Ana Filipa Fonseca (JF Medelim - PS); Ricardo Rodrigues (UF Monfortinho e Salvaterra do Extremo - PS); Paulo Monteiro (UF Monsanto e Idanha-a-Velha - PS); Joaquim Laranjo (JF Oledo - Mov.PT); Raúl Antunes (JF Penha Garcia - PS); Helena Silva (JF Proença-a-Velha - PS); Joaquim Chambino (JF Rosmaninhal - PS); Cristina Geraldes (JF São Miguel de Acha - PS); António Marcelo (JF Toulões - PS); e Paulo Pinto (UF Zebreira e Segura - PS).  

Ler mais

ASSIM SE APAGAM AS PÁGINAS DA HISTÓRIA DE PORTUGAL

Facebook

Escrito por Jornal i em 2021-09-25 12:52:31

ASSIM SE APAGAM AS PÁGINAS DA HISTÓRIA DE PORTUGAL

ASSIM SE APAGAM AS PÁGINAS DA HISTÓRIA DE PORTUGAL  .............................................................. PRAÇA DO IMPÉRIO SEM BRASÕES FLORAIS..........................................   Os brasões florais, em bucho, vão mesmo ser retirados da Praça do Império, em Lisboa, e os símbolos das capitais de distrito e das ex-colónias passam a estar representados em pedra da calçada. Os brasões florais, retratados em bucho, situados na Praça do Império, em Lisboa, vão mesmo ser removidos. Os brasões com os símbolos das capitais de distrito e das ex-colónias rumarão, agora, para a calçada – como havia proposto o Movimento Nova Portugalidade nas suas petições de 2017 e 2021. Uma solução que parece agradar aos dois lados, uma vez que Sá Fernandes, vereador do Ambiente, Clima e Energia, Estrutura Verde e Serviços Urbanos, conseguirá, de facto, apagar os brasões florais e, ao mesmo tempo, o movimento tê-los-á representados na calçada. Sabe ainda o Nascer do SOL que, por parte da Câmara Municipal de Lisboa, foi inicialmente proposta a construção de placas com os brasões, algo que o Movimento Nova Portugalidade terá rejeitado. Recorde-se que a remoção dos brasões florais da Praça do Império originou forte polémica, com vários milhares a insurgirem-se contra o projecto de restauração daquela praça de referência na zona de Belém. Entre as muitas personalidades que assinaram as petições contra a remoção dos brasões florais incluem-se os ex-Presidentes da República António Ramalho Eanes e Aníbal Cavaco Silva, mas também o ex-primeiro-ministro e ex-presidente da Câmara de Lisboa Pedro Santana Lopes ou o antigo ministro Bagão Félix e o sociólogo António Barreto.  Apesar de nem Ramalho Eanes nem Cavaco Silva  terem assinado a petição da Nova Portugalidade, ambos manifestaram apoio público à causa: «A Praça do Império é, toda ela, uma homenagem à gesta dos Descobrimentos, feito de que os Portugueses se devem orgulhar. Portugal soube manter uma amizade sólida com os países de expressão portuguesa, baseada no respeito mútuo e numa cooperação continuamente aprofundada. Espero que se tenha o bom senso de recuperar e preservar os brasões florais que evocam a memória da nossa presença Além Mar e devem ser hoje celebração dessa proximidade entre países irmãos», dizia, em Fevereiro, Cavaco Silva. Já Ramalho Eanes, ao i, apesar «de não assinar petições», demonstrava-se solidário  com a causa da Nova Portugalidade, discordando do projecto da autarquia. Também o sociólogo António Barreto, em Fevereiro, deixou duras críticas às intenções da Câmara de Lisboa, considerando uma demagogia querer refazer-se o jardim mas não «demolir o Mosteiro dos Jerónimos», notando haver um «universo de abdicação da História, da sua negação, quando devia haver era um enorme esforço de fazer cada vez mais História e mais rigorosa». Barreto relembrava ainda como «durante 100 anos se falava da escravatura como uma vantagem, com orgulho, e é verdade que a escravatura não merece o menor orgulho» mas «aconteceu».     HENRIQUE PINTO DE MESQUITA Jornal i – 25/09/2021 (Foto de Mafalda Gomes)

Ler mais

A VERDADE E O ERRÓNEO

Facebook

Escrito por APR em 2021-09-21 12:30:11

A VERDADE E O ERRÓNEO

A VERDADE E O ERRÓNEO   ........................................................................   A notícia não pode ser confundida com opinião, o noticiarista deve cingir-se apenas aos factos, nunca os confundindo com a sua própria opinião.   O verdadeiro comentador ou especialista deve esclarecer a matéria em apreciação, no caso da política jamais o poderá fazer sob a óptica partidária.   Não é só do lado de cá que temos de acreditar em tudo isto, estas evidências deveriam ser reconhecidas por toda a sociedade, mas infelizmente isso não acontece.   Vivemos tempos difíceis e muito complicados, onde se acredita no impossível e até mesmo na mentira sistematizada.   Verifica-se até da parte daqueles que deviam ser referência para a sociedade, um comportamento estranho e erróneo.   Não é só à comunicação social que se exige a verdade, ela também é exigível a determinadas fontes, nomeadamente, às públicas, aliás, os exemplos devem vir de cima, como se costuma dizer.   Não sei dizer se o processo em que vivemos é reversível, apenas sei que, todos aqueles que trabalhamos na comunicação social, teremos de acreditar nessa possibilidade e, sobretudo, na verdade e, já agora, que continua a valer a pena insistir e continuar.   JOSÉ FAUSTINO Presidente da Associação Portuguesa de Radiodifusão

Ler mais

CASA QUE FOI COMPRADA POR ZECA AFONSO -

Facebook

Escrito por RCM em 2021-09-20 12:19:25

CASA QUE FOI COMPRADA POR ZECA AFONSO -

CASA QUE FOI COMPRADA POR ZECA AFONSO ------------------------------------------------------------------------------------------- Simples ruínas e sem telhado... Na verdade esta casa foi comprada por Zeca Afonso, numa breve visita que fez a Monsanto, na altura do PREC, e que não chegou sequer a habitar, por estar muito DEGRADADA.. Nunca foi recuperada pelo saudoso "cantor de intervenção" e, continua, nos dias de hoje, no mais completo abandono! Julgamos, em nossa modesta opinião, que não se devem, assim, andar a enganar os turistas que, ao dirigirem-se ao local, tão larga e INJUSTIFICADAMENTE sinalizado, ficam completamente DESILUDIDOS! Não há qualquer necessidade de se fazer esta lamentável campanha de publicidade e promoção ENGANOSA... e mais não dizemos.

Ler mais

Mais Notícias

© Rádio Clube de Monsanto 2021 | 98.7 e 107.8 FM | CSB 652 / RDS

Programação | Contactos | Opiniões | Livro de Visitas | Compras On-Line | Política de cookies | Política de privacidade